sábado, 17 de agosto de 2013

Prazer x Orgasmo

Prazer x Orgasmo


O prazer sexual e o clímax numa relação dependem da soma de vários fatores, como a intensidade do desejo e da excitação, a interação do casal, a capacidade de entregar-se às sensações eróticas e jogos sexuais e de quebrar os tabus, dentre outros.
  
Muitas mulheres que não conseguem atingir o orgasmo não falam sobre isso abertamente com o parceiro. Por medo ou vergonha, muitas vezes baseadas na educação rígida que receberam dos pais, acabam vivendo frustradas.
Maria do Carmo de Andrade e Silva, sexóloga e coordenadora do Ambulatório de Sexualidade e Ginecologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), diz que, entre as mulheres, há uma separação clara entre o prazer e o orgasmo, o que não ocorre no discurso masculino. “A maioria fica excitada com o contato, sente prazer, mas precisa de estimulação clitoriana antes da penetração para conseguir chegar ao clímax. Para os homens, bastaria penetração para haver o orgasmo e, por isso, muitos não investem nas preliminares”, revela.
Para agradar o parceiro as mulheres chegam a fingir na cama, fazer teatro, caras e bocas, tentam se mostrar “fogosas” e “irresistíveis”. Não vivem a relação para elas, mas sempre com a intenção de agradar ao homem.
“A cobrança exagerada em atingir o orgasmo só atrapalha. É necessário buscar sensações prazerosas a dois, novas posições, movimentações. A relação não pode ser obrigada, o casal deve entregar-se, proporcionar e receber prazer, sem se preocupar demais com o desempenho, mas, sim, com a curtição do momento, do encontro”, aconselha Maria do Carmo.


Matéria compilada de artigos de especialistas e enviada por M.H.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.